Twitter

+Todos

+instrumento

Marcus Vinicius

Alternative content

  • marcusviniciusfoto1.jpg

Marcus Vinicius iniciou seus estudos musicais aos oito anos de idade, no Conservatório Brasileiro de Música e Instituto Villa-Lobos. Aos nove anos, passou a integrar a Orquestra Sinfônica Juvenil do Rio de Janeiro como primeiro clarinetista, sob a regência do maestro Carlos Prates. Entre suas principais influências destacam-se o samba, a bossa-nova, jazz, e músicos como Elizeth Cardoso, Cartola, Cole Porter, Tom Jobim, Beatles e Pink Floyd.

Depois de ter passado pelo contrabaixo, flauta doce e flauta transversa, o músico apaixonou-se definitivamente pelo violão. Foi aluno do violonista Hélio Delmiro, que o incentivou a tocar profissionalmente.

Após se formar em psicologia, Marcus Vinicius monta a banda “Saramambaia”. Durante três anos a banda se apresentou pelo Rio de Janeiro, em locais como o Café do Teatro dos Quatro, Café Les Artistes, Quiosque do Árabe, Planetário e Hotel Sheraton.

Com o fim do grupo, o músico passa a acompanhar artistas como Peri Ribeiro, Bebeto Castilho, José Paulo Becker, Zé Neto, Marcos Hasselmann e Miúcha Trajano.

Atualmente, Marcus Vinicius continua estudando guitarra e harmonia com Marcos Godoy, com quem também forma um duo.

perfil

Marcus Vinicius iniciou seus estudos musicais aos oito anos de idade, no Conservatório Brasileiro de Música e Instituto Villa-Lobos. Aos nove anos, passou a integrar a Orquestra Sinfônica Juvenil do Rio de Janeiro como primeiro clarinetista, sob a regência do maestro Carlos Prates. Entre suas principais influências destacam-se o samba, a bossa-nova, jazz, e músicos como Elizeth Cardoso, Cartola, Cole Porter, Tom Jobim, Beatles e Pink Floyd. Depois de ter passado pelo contrabaixo, flauta doce e flauta transversa, o músico apaixonou-se definitivamente pelo violão. Foi aluno do violonista Hélio Delmiro, que o incentivou a tocar profissionalmente. Após se formar em psicologia, Marcus Vinicius monta a banda “Saramambaia”. Durante três anos a banda se apresentou pelo Rio de Janeiro, em locais como o Café do Teatro dos Quatro, Café Les Artistes, Quiosque do Árabe, Planetário e Hotel Sheraton. Com o fim do grupo, o músico passa a acompanhar artistas como Peri Ribeiro, Bebeto Castilho, José Paulo Becker, Zé Neto, Marcos Hasselmann e Miúcha Trajano. Atualmente, Marcus Vinicius continua estudando guitarra e harmonia com Marcos Godoy, com quem também forma um duo.

crítica

...