Twitter

Luiz Eduardo Pinheiro

  • luizeduardopinheiro1.jpg
  • luizeduardopinheiro2.jpg
  • luizeduardopinheiro3.jpg

Arquiteto e urbanista, graduou-se pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, 1975, e concluiu mestrado na mesma instituição. Especializou-se, também, em restauração e conservação de monumentos e sítios históricos pela Universidade Federal de Pernambuco.

Foi arquiteto do Departamento de Patrimônio Histórico, Artístico e Paisagístico do Estado do Maranhão, de 1976 a 1978, época em que realizou as restaurações do Sobrado Lages e do Solar da Baronesa de São Bento, entre outros bens culturais situados em São Luís e Alcântara. Arquiteto do Instituto Estadual do Patrimônio Cultural – INEPAC – RJ, de 1978 a 1985, elaborou o levantamento arquitetônico e os primeiros estudos para a restauração da antiga Praça do Commércio – hoje Casa França Brasil – e para a implantação das Casas da Cultura, todas no estado do Rio de Janeiro.

Em 1986, foi nomeado diretor de restauração e preservação do Departamento Geral de Patrimônio Cultural – DGPC, no Rio de Janeiro, quando elaborou o projeto de restauração do Castelinho do Flamengo e as Áreas de Preservação do Ambiente Cultural – APAC, dos bairros de Santa Teresa, Cruz Vermelha, Urca, Paquetá e São Cristóvão, entre outros.

Em 1991, foi convidado para assumir o Departamento de Difusão e Fomento à Cultura da então Secretaria Municipal de Cultura de Niterói, elaborando, junto com o Departamento de Documentação e Defesa dos Bens Culturais, a legislação de preservação das Áreas de Preservação do Ambiente Urbano – APAU, que foi incluída no Plano Diretor da Cidade.

Desde 1997, dirige o Departamento de Preservação e Reabilitação do Patrimônio Cultural – DePAC, onde elaborou o plano de reabilitação urbana do Portugal Pequeno e organizou os seminários internacionais realizados durante o Encontro com Portugal e o Encontro com a Itália.

É membro do Conselho Municipal de Proteção do Patrimônio Cultural de Niterói e leciona, desde 1978, as disciplinas Arquitetura do Brasil e Introdução ao Urbanismo na Faculdade de Arquitetura Silva e Souza.

Sua obra está registrada nas seguintes publicações: Manual de Obras em Edificações Preservadas, Rio de Janeiro: Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Esportes, 1991, e Niterói: Patrimônio Cultural Niterói: Secretaria Municipal de Cultura, DePAC/DeMEC, 2000.

perfil

Arquiteto e urbanista, graduou-se pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, 1975, e concluiu mestrado na mesma instituição. Especializou-se, também, em restauração e conservação de monumentos e sítios históricos pela Universidade Federal de Pernambuco. Foi arquiteto do Departamento de Patrimônio Histórico, Artístico e Paisagístico do Estado do Maranhão, de 1976 a 1978, época em que realizou as restaurações do Sobrado Lages e do Solar da Baronesa de São Bento, entre outros bens culturais situados em São Luís e Alcântara. Arquiteto do Instituto Estadual do Patrimônio Cultural - INEPAC - RJ, de 1978 a 1985, elaborou o levantamento arquitetônico e os primeiros estudos para a restauração da antiga Praça do Commércio - hoje Casa França Brasil - e para a implantação das Casas da Cultura, todas no estado do Rio de Janeiro. Em 1986, foi nomeado diretor de restauração e preservação do Departamento Geral de Patrimônio Cultural - DGPC, no Rio de Janeiro, quando elaborou o projeto de restauração do Castelinho do Flamengo e as Áreas de Preservação do Ambiente Cultural - APAC, dos bairros de Santa Teresa, Cruz Vermelha, Urca, Paquetá e São Cristóvão, entre outros. Em 1991, foi convidado para assumir o Departamento de Difusão e Fomento à Cultura da então Secretaria Municipal de Cultura de Niterói, elaborando, junto com o Departamento de Documentação e Defesa dos Bens Culturais, a legislação de preservação das Áreas de Preservação do Ambiente Urbano - APAU, que foi incluída no Plano Diretor da Cidade. Desde 1997, dirige o Departamento de Preservação e Reabilitação do Patrimônio Cultural - DePAC, onde elaborou o plano de reabilitação urbana do Portugal Pequeno e organizou os seminários internacionais realizados durante o Encontro com Portugal e o Encontro com a Itália. É membro do Conselho Municipal de Proteção do Patrimônio Cultural de Niterói e leciona, desde 1978, as disciplinas Arquitetura do Brasil e Introdução ao Urbanismo na Faculdade de Arquitetura Silva e Souza.

crítica

Sua obra está registrada nas seguintes publicações: Manual de Obras em Edificações Preservadas, Rio de Janeiro: Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Esportes, 1991, e Niterói: Patrimônio Cultural Niterói: Secretaria Municipal de Cultura, DePAC/DeMEC, 2000.